5 Dicas para Escolher um Curso de Graduação

Se você está lendo este texto, provavelmente é um dos 8,3 milhões de brasileiros que pretendem ingressar no ensino superior. Esse foi o número de matrículas realizadas em um curso de graduação em 2017, segundo o último Censo da Educação Superior. Esse número é composto por jovens e adultos que fazem parte da faixa etária dos 18 aos 34 anos.

Esse número expressivo de matrículas mostra a realidade dos jovens brasileiros, que têm se preocupado cada vez mais em ingressar em um curso de graduação. Esse grupo deseja continuar presente nas salas de aula após a conclusão do ensino médio, porém, fatores como falta de tempo e valores altos dos cursos acabam afastando essa possibilidade do alcance de muitos brasileiros. O ensino público, que é gratuito, possui processos de ingresso altamente restritivos e difíceis para a maioria da população do País.  

Curso de graduação: dados do ensino superior e algumas dicas para seguir

O último Censo da Educação Superior mostrou que existem 296 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e 2.152 IES privadas no Brasil. Ou seja, 87,9% das IES brasileiras são privadas. O censo também sinalizou que os cursos de bacharelado são os que possuem o maior número de estudantes que ingressaram no ensino superior. Esse grupo representa 60,1% do total. Em seguida, segundo o censo, aparecem os cursos de licenciatura, com 20,1% do total e, por fim, os tecnólogos, com 19,1%.

Diante dessa realidade do ensino no País, as IES privadas têm sido uma boa opção para aqueles que querem fazer um curso de graduação e precisam conciliar as aulas com atividades como trabalho e outros afazeres domésticos. Afinal, são as faculdades privadas que estão liderando o oferecimento de cursos na modalidade do ensino a distância. Essas instituições também oferecem bons descontos e bolsas de estudo, que ajudam a tornar realidade o sonho de concluir o ensino superior.

Na hora de escolher a instituição de ensino superior em que você vai estudar ou o curso de graduação que você vai fazer, é normal que surjam várias dúvidas. Para ajudá-lo nesse processo, elencamos 5 dicas para que você consiga escolher um curso de graduação. Confira:

1. Teste a sua vocação para diferentes áreas de conhecimento

Na hora de escolher um curso de graduação, muitos fatores podem pesar na decisão. Entre os fatores mais comuns estão os conselhos dos pais, do cônjuge e/ou de amigos, assim como o desejo do futuro acadêmico de ser bem remunerado futuramente.

Embora essas possam ser considerações pertinentes, é importante que o estudante consiga escolher o curso conforme a sua vontade. Com isso, serão maiores as chances de que ele se sinta feliz e realizado – não apenas após o curso mas, principalmente, durante a sua trajetória no curso de graduação escolhido.

Para que você aumente as suas chances de acerto, são recomendados os testes vocacionais. Existem diversos tipos de testes desse estilo, inclusive muitos que podem ser encontrados na internet. Algumas escolas também realizam esse processo durante o ensino médio. Caso você queira optar por uma ajuda profissional, existem psicólogos especializados que podem auxiliá-lo nesse processo de escolha do seu curso de graduação.

Para você fazer um bom teste vocacional, a dica é conhecer algumas das áreas de conhecimento disponíveis. Quanto mais você souber sobre elas, mais facilmente conseguirá moldar o seu perfil e perceber com quais áreas você mais se identifica.

Alguns exemplos de áreas de conhecimento são: Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas; Engenharias; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Ciências Sociais e Aplicadas, entre outras. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) disponibiliza um documento com todas as áreas de conhecimento, o que pode ser interessante para você como material de consulta.

2. Conheça e converse com pessoas formadas no curso

Uma das maneiras mais eficientes de conhecer um curso de graduação é tendo proximidade com a realidade das pessoas que já passaram por aquela formação. Para isso, procure conhecer pessoas que já tenham se formado no curso que você pretende ingressar e, de preferência, que tenham se formado na mesma instituição que você está “namorando”.

Essas pessoas poderão dar uma visão geral sobre o curso, sobre as disciplinas que fazem parte dele e sobre a instituição. Os egressos do curso também poderão dar dicas sobre o dia a dia do aprendizado e sobre as avaliações que são feitas no curso de graduação.  

3. Confira a grade curricular do curso pretendido

Em todos os casos, seja para cursos a distância ou para cursos presenciais, as grades curriculares costumam ficar disponíveis para serem consultadas facilmente. Portanto, busque conhecer através desse recurso quais disciplinas serão ministradas ao longo do curso escolhido.

Isso poderá ajudar na hora de fazer a escolha do seu curso de graduação. Outra vantagem de mergulhar na grade curricular do curso é ter uma projeção de que tipo de conhecimento – mais teórico ou mais prático – você terá durante a sua formação, o que poderá trazer uma certa dose de animação.

4. Confira o mercado de trabalho e as áreas de atuação relacionadas

Além de escolher o curso de graduação por sua familiaridade com a área, você também pode (e deve) considerar outros aspectos na sua decisão. Entre outros, é recomendado que você se aprofunde sobre as áreas de atuação possíveis para trabalhar depois de formado e sobre como está o mercado de trabalho para cada uma delas.

A maior parte dos cursos oferece várias áreas de atuação, mesmo a formação inicial sendo a mesma. Portanto, busque se informar sobre essas áreas, como cada uma delas tem se apresentado no mercado e quais as previsões para os próximos anos.

Algumas oportunidades de imersão no mercado de trabalho, como é o caso de programas de estágio ou de trainee, poderão surgir durante o curso de graduação. Essas oportunidades ajudarão você a ter uma boa percepção sobre as áreas de conhecimento do seu curso e sobre o mercado de trabalho relacionado com a sua formação. A maioria das instituições anuncia vagas desse tipo aos seus alunos.

5. Pesquise sobre as instituições de ensino

Se você já decidiu sobre o curso de graduação que deseja fazer, agora é a hora de escolher em qual instituição de ensino você irá estudar. Para fazer essa escolha, você pode considerar alguns pontos, como os seguintes:

  • Formas de ingresso

Para começar, confira como você poderá ingressar na faculdade escolhida. Muitas IES possuem diversos processos seletivos simultâneos, incluindo vestibular, ingresso através das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e outras formas de ingresso oferecidas pela própria instituição de ensino.

A Estácio, por exemplo, oferece opções diferenciadas para matrículas em segunda graduação ou ainda a facilidade de poder agendar a sua prova de vestibular. Sendo uma das maiores faculdades do País, a Estácio possui 284 cursos com conceitos 4 e 5 no MEC. Você pode obter mais informações sobre as opções de graduação da instituição no site da Estácio.

  • Modalidade de ensino

Confira se a faculdade em que você está estudando oferece o curso de graduação que você deseja através das modalidades EaD (Ensino a Distância) ou presencial. Para escolher a modalidade que mais se alinha às suas necessidades, é importante considerar o investimento que será realizado – incluindo matrícula, mensalidades, possíveis materiais didáticos e custo com o deslocamento até a instituição de ensino, no caso da modalidade presencial.

Além disso, é imprescindível ter bem claro quais os horários disponíveis para se dedicar a essa formação. Para aqueles que trabalham em horários alternativos ou precisam conciliar os estudos com várias outras atividades, a modalidade EaD pode ser a melhor opção. Um curso de graduação feito pela modalidade EaD permite que seja possível conquistar o diploma desejado com programação e disciplina.

Como saber se um curso de graduação é reconhecido pelo MEC?

O Ministério da Educação (MEC) permite que você verifique gratuitamente as IES e os cursos de graduação que possuem o seu reconhecimento. Esse deve ser um passo importante no seu processo de escolha, uma vez que o reconhecimento do MEC garante que seu diploma será válido no território nacional.

Esse ponto é fundamental não apenas para que você exerça a profissão escolhida como para que você consiga seguir com os seus estudos, como cursar uma pós-graduação, mestrado ou doutorado, caso esse for o seu interesse. O reconhecimento do MEC também é fundamental para que o seu curso seja valorizado pelo mercado de trabalho.

Caso tenha interesse em verificar como é realizado o processo de reconhecimento de um curso de graduação ou de uma instituição de ensino, acesse a Portaria Normativa n.º 21, de 21/12/2017, e os demais dados disponibilizados pelo MEC.

Como conseguir uma bolsa de estudo ou um bom desconto nas mensalidades?

Busque informações que possam auxiliar no pagamento do seu curso de graduação. Programas que oferecem bolsas de estudo ou descontos durante a graduação são boas pedidas para que você consiga concluir o seu curso de maneira planejada.

O ProUni, do Governo Federal, por exemplo, é um dos programas que mais oferece bolsas de estudo. Através dele, existe a possibilidade de que você consiga descontos de 25% até 100% durante todo o período do curso.  

Existem ainda os descontos e as bolsas de estudo oferecidas pelas próprias instituições de ensino. Entre as faculdades reconhecidas por oferecer ótimas opções de bolsas de estudo e incentivos para o estudante está a Estácio. Confira as opções de bolsas e descontos oferecidas por essa instituição de ensino superior.

Por fim, mas não menos importante, considere os principais benefícios de fazer um curso de graduação. Veja alguns dos mais importantes:

  • Crescimento pessoal

Você poderá adquirir mais conhecimentos e se destacar em atividades do seu dia a dia e até mesmo naquele “papo” com os amigos. A possibilidade de agregar novos conhecimentos é, constantemente, sinônimo de crescimento pessoal.

  • Reconhecimento profissional

Seja para ingressar no mercado de trabalho ou para crescer profissionalmente, ter um curso de graduação no currículo pode possibilitar que o seu salário seja até três vezes maior se comparado a outros profissionais que têm apenas formação até o ensino médio.

Além do reconhecimento financeiro, ter um curso de graduação permite que você ocupe ou almeje outros cargos. Isso vale, inclusive, para aqueles que exigem maior autonomia e/ou liderança, como cargos de coordenação e gerência, por exemplo.

  • Estabilidade financeira

Assim como o reconhecimento profissional tende a acontecer, a sua estabilidade financeira também deve ser alcançada com maior facilidade com um curso de graduação. Isso deve acontecer como consequência do fato de você estar bem colocado no mercado de trabalho e com salário maior do que se tivesse apenas a formação básica ou do ensino médio.

  • Criar networking

Criar networking, ou uma rede de contatos, é um dos maiores benefícios de realizar um curso de graduação. Aproveite o período da sua formação para conhecer e se relacionar com outros colegas, professores e colaboradores da instituição.

Ser conhecido e ter esses contatos poderá permitir que você se destaque na hora em que aparecer uma possibilidade de estágio ou de emprego. O curso de graduação também costuma oferecer um grande crescimento na sua comunicação interpessoal, item muito valorizado na maioria das empresas atualmente.

  • Possibilidade de se especializar

Outra possibilidade que você terá, após concluir o curso de graduação, é poder se especializar em áreas específicas. Pesquise, já na fase de escolher a graduação, quais cursos de especialização despertam mais o seu interesse.

Com essas formações complementares, você conseguirá crescer academicamente e ainda pode se destacar no mercado de trabalho. Isso porque quem segue estudando e tem uma formação mais diversificada consegue diferenciar-se e ter mais opções de atuação.

  • Possibilidade de realizar intercâmbios

Esse é um dos pontos mais interessantes de um curso de graduação e que, certamente, faz brilhar os olhos de muitos estudantes. Durante a sua formação, você poderá buscar por oportunidades para a realização de intercâmbios, ou seja, poderá estudar fora do país durante um período de tempo. Existem programas que incentivam o intercâmbio dentro das próprias IES ou através de IES de fora do país.

E aí, vai ficar de braços cruzados? Se você se interessou por esse assunto, que tal começar agora mesmo a busca do seu curso de graduação? Confira os cursos oferecidos pela Estácio e comece hoje mesmo a construir o seu futuro!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *